10 dicas para sair do vermelho com seus gastos domésticos

1) Anote a renda familiar, inclua os rendimentos de todas as pessoas que contribuem para a casa;

2) Liste todas as despesas fixas, como escola, aluguel, condomínio, IPTU, luz, água, telefone, internet, financiamentos (carro, moto,casa), gastos com carro (inclua o seguro anual e o IPVA na conta), valores médios de compras parceladas, seguro de saúde, natação, etc;

3) Gastos esporádicos, como restaurantes, cinema, saques em dinheiro. Use a fatura do cartão de crédito, canhoto do talão de cheque e extratos bancários para fazer uma média.

4) Liste as despesas com os filhos, como presentes, passeios, previdência, celular, computador, diversão, etc;

5) Analise os gastos anteriores que são seus, e veja se dá para reduzi-los, como trocar o seu plano atual do celular, a cervejinha do final de semana, por algo mais em conta;

6) Separe um valor mensal para gastos extras, como dentista ou médico sem planejamento, material escolar, vazamento na casa ou a revisão do carro, etc;

7) Coloque toda esta informação em uma: planilha de gastos na frente de toda a família de deixe a par todos os integrantes de como são os gastos da casa e qual é orçamento da família;

8) Escolha junto com toda a família onde você pode economizar mais, onde você pode tirar um pouco para tentar sobrar mais no final do mês, como alterar o plano da TV por assinatura, diminuir a velocidade da internet, pegar ônibus ao invés de táxi se possível e por ai vai;

9) Uma coisa bem legal que pode ser feita é dar uma premiação para família, uma viagem melhor no final do ano, um passeio diferente, caso os integrante consigam fazer sua parte para ajudar nas economias da casa;

10) Não saia com vários cartões de crédito e cheque no bolso, ou até saia sem o cartão de crédito e cheque, só tenha um dos dois por urgência, ou deixe com a pessoa mais organizada da casa, e use só em extrema urgência, o cartão de crédito é mágico na hora de gastar, mas quando a conta vem, você leva um susto com tantas coisas mágicas que você fez no mês que passou sem gastar o dinheiro que deveria estar na sua carteira.

Agora pegue a renda familiar e subtraia de todos os gastos enumerados dos números 2 a 10.

Se a conta for positiva, você está no caminho certo para começar a poupar e investir.

Se o resultado for negativo, refaça suas contas, reduza gastos e procure buscar uma solução em curto prazo, indicamos começar usando nossa planilha de gastos.